Comentários Eleison nº 739



Por Dom Williamson

Número DCCXXXIX (739) – 11 de setembro de 2021


FALA UM HOMEM DO DINHEIRO


Chega uma avalanche de mentiras quando a Deus se despreza.

A covid dita as regras – não deveria ser nenhuma surpresa.


Doug Casey é um investidor muito bem-sucedido nos EUA, com muitos anos de experiência em fazer dinheiro. Ele não só tem conhecimento em finanças, o que mantém seus pés no chão, mas também certa cultura integral que deve a uma formação em humanidades. Naquilo que ele escreve, apenas menciona a religião, mas combina o melhor realismo dos homens de dinheiro com um conhecimento da natureza humana. Ele não é de forma nenhuma infalível, mas suas visões do mundo são interessantes. Aqui está uma delas, adaptada e resumida, do último dia 7 de julho, intitulada “Por que a maioria das pessoas confia sua forma de pensar aos ‘especialistas?’”.


Graças à Internet e à tecnologia moderna, as pessoas agora têm fácil acesso a uma grande quantidade de informações sobre quase todos os assuntos, embora pareçam ter menos pensamento crítico do que nunca. Isto se dá certamente porque a tecnologia, como a Internet, é intrinsecamente mecânica e inteiramente previsível, ao passo que os seres humanos não são máquinas, mas seres espirituais com livre arbítrio, não previsíveis, mas que requerem sabedoria para o manejo deste. Para esse livre-arbítrio, a tecnologia é totalmente alheia, mas enquanto a sabedoria requer um pensamento pessoal que pode envolver um esforço doloroso, as soluções do Google são tão fáceis quanto instantâneas. É por isso que, se pensar por mim mesmo custa muito esforço, posso muito bem recorrer ao meu computador não humano em busca de uma resposta.


Mas, no lugar de uma sabedoria que peneire, um computador pode oferecer-me apenas uma massa de informações não peneiradas, momento em que, trate-se de uma questão de finanças, economia, política ou muitos outros âmbitos, me vejo obrigado a recorrer a "especialistas" que me digam o que devo pensar. No entanto, a maioria dos especialistas hoje tem somente uma formação técnica estreita, e não a ampla educação humana de ontem. Então, em vez da visão de pássaro de um filósofo sobre o meu problema, encontro a visão de minhoca de um técnico. E quanto cada vez mais os dados necessários para dirigir uma sociedade atual se tornam técnicos e complicados, cada vez menos pessoas se tornam filósofos, no verdadeiro sentido da palavra, e cada vez mais se tornam inúteis as credenciais das “universidades” modernas. Um “diploma universitário” muitas vezes significa, nos tempos de hoje, simplesmente assumir na juventude uma dívida que mal pagarei pelo resto de meus dias, em troca de nada melhor do que uma camuflagem de minha mediocridade. Em busca de soluções genuínas, posso então recorrer às celebridades, porque presumo que as pessoas famosas sabem alguma coisa, mas embora sejam bonitas e se apresentem bem, na realidade sabem pouco ou nada. Voltemos à fabricação de “especialistas”.


O contrassenso da covid não fez mais do que acelerar essas tendências. Em meio à histeria, a maioria das pessoas acreditava como robôs nos “especialistas em saúde”, e atacava os sábios que utilizavam suas mentes para trazer informações e dados lógicos que desafiavam a narrativa estabelecida. Assim, a grande mídia e o “establishment” selecionaram um conjunto de especialistas em saúde com credenciais, promoveram-nos e disseram ao público que eles sabiam do que estavam falando, como, por exemplo, o Anthony Fauci, que agora foi elevado do nada ao controle quase ditatorial. Pelo contrário, as pessoas que escreveram vários artigos revisados ​​por pares e fizeram um trabalho de laboratório sério não contam de forma nenhuma, porque discordam do Czar Fauci. Assim, "especialistas em saúde" agora estão entre nossos governantes, porque dizer às pessoas que elas vão morrer, que seus entes queridos estão em perigo, é uma poderosa motivação para levá-las a fazer o que se lhes diz.


Tudo isso está levando a um estado policial com muitos tentáculos. As pessoas que dirigem o Estado têm o controle sobre a circulação do dinheiro, a economia, o sistema educacional, os meios de comunicação e o sistema médico. Os mesmos governantes têm há muito castrado a verdadeira religião. Estão substituindo-a por versões atualizadas do marxismo (que sempre foi uma religião secular, embora se afirmasse “científica”), como o Greenismo e o Wokeismo (ambos, religiões substitutas). Nossos governantes montaram uma guerra em muitas frentes: eles culparão a covid pelo colapso da economia e, à medida que a depressão se alargue, eles também culparão o aquecimento global. A covid e o aquecimento global são duas mentiras cósmicas projetadas para evitar a culpa pelo caos que se aproxima e para estabelecer a tirania mundial dos globalistas. E aí já eram os “especialistas”!


Kyrie eleison.