Comentários Eleison nº 747



Por Dom Williamson

Número DCCXLVII (747) – 6 de novembro de 2021


O CAMINHO QUE SE HÁ DE SEGUIR – II


No entanto, Deus é amor, e quer-nos todos no Céu;

Para isso, os católicos devemos ser o seu fermento!


No número da semana anterior destes "Comentários", se elogiava um leitor por adotar uma visão propriamente sobrenatural dos problemas espantosos do mundo moderno, a saber, aqueles que constituem uma ofensa radical contra o Deus Todo-Poderoso, pelo que não se pode compreender sua gravidade nem remotamente em um nível puramente humano. Eis porque durante séculos as soluções puramente humanas fracassaram, uma após a outra. Se o temor de Deus é o princípio da sabedoria (Sl. CX, 10), então o ateísmo, o desprezo por Deus, é uma estupidez suicida. “O Senhor é um Deus zeloso e vingador, o Senhor é um Deus vingador e arma-se de furor; o Senhor vinga-se de Seus adversários e guarda a ira para Seus inimigos. O Senhor é lento para irar-se e tem imenso poder, e não deixará impunes os culpados” (Na, I, 2-3).


Leia novamente a versão do problema por parte de nosso leitor, no número anterior, antes de ler a seguir a sua versão da solução.


...Dito isso, acho que reconhecer esse estado de coisas também revela a solução: uma intensificação de vida espiritual, para obter a ajuda do Único que pode derrotar nosso inimigo (mas que atualmente está negando-se a fazê-lo, porque Sua ajuda não está sendo solicitada com a devida diligência). São a reparação, a penitência, a oração e os atos sobrenaturais de fé, esperança e caridade que obterão Sua ajuda.


Da mesma forma, será o calcanhar de Nossa Senhora que derrotará o demônio e sua Nova Ordem Mundial, e não apenas nossos esforços humanos. Para nós, o foco deve ser a fidelidade e a perseverança final na graça e na fé, que são suficientes. Quanto à perseguição em particular, uma carta bastante profunda, publicada em fevereiro passado, do Superior Geral da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, o Pe. Davide Pagliarani, pareceu revelar o segredo da perseverança em meio à perseguição sangrenta:


“Tendo sido advertidos há muito tempo, temos de preparar-nos para isso, tranquilamente, entregando-nos sem reservas nas mãos da Providência Divina, e sem procurar desesperadamente uma saída. Recordemo-nos dos cristãos do primeiro século, sob as perseguições: aqueles que olhavam muito de perto os perseguidores, os instrumentos de tortura ou as feras, e se esqueciam do Deus de amor que os chamava para juntarem-se a Ele no Céu, não viam nada além do perigo, da dor e do medo... e acabavam apostatando. Não lhes faltavam informações claras, mas sua fé não era forte o suficiente, e não havia sido suficientemente alimentada por orações fervorosas...”( https://fsspx.news/en/news-events/news/letter-friends-and-benefactors-society-saint-pius-x-n-90-63843).


Ou seja, nosso olhar deve permanecer em Deus, e não na forca. Se rezarmos com fervor rogando por fidelidade, fé e perseverança final, o bom Deus que certamente deseja que tenhamos estas coisas não deixará de concedê-las. Mas é muito duvidoso que Ele conceda tais dons àqueles que não os pedem.


Os atletas de Deus estão agora preparando-se para a competição que se avizinha.


A fuga está totalmente fora de cogitação.


Kyrie eleison.


Posts recentes

Ver tudo

Comentários Eleison nº 750

Por Dom Williamson Número DCCL (750) – 27 de novembro de 2021 PROBLEMA DE JÓ Deus existe. Ele deseja nossa felicidade, Mas nossas iniquidades têm merecido plenamente a Sua ira. O Antigo Testamento é u